Início. Notícias. Humor. Ciência. Política

TV TAE

Loading...

SAUDAÇÕES PALESTRINAS

"A vida é uma carroça!"

8 de fev de 2010

Piadinha do ano...passado!

Uma das mais hilárias piadas da net.

Pra Taenha (não esqueci do Pônei não, qualquer hora eu posto ele aqui, ok!).

PIADA DO CASAMENTO MUÇULMANO


Postado por Stanislaw em
20 July, 2007


Um casal muçulmano preparando o casamento religioso, visita um Mullah buscando aconselhamento.

O homem pergunta:

- Nós sabemos que é uma tradição no Islã os homens dançarem com homens e mulheres dançarem com mulheres. Mas em nossa festa de casamento, nós gostaríamos de sua permissão para que todos dancem juntos, inclusive homens com as mulheres.

- Absolutamente, não! - diz o Mullah - É imoral. Homens e mulheres sempre dançam separados. Definitivamente, não!

- Então após a cerimônia eu não posso dançar nem com minha própria esposa?

- Não - respondeu o Mullah - Dançar com mulher é, e sempre será, proibido no Islã.

- Está bem - diz o homem. - Bem, e quanto a sexo? Podemos finalmente fazer sexo?

- É claro! - responde o Mullah - Alá é Grande! No Islã, o sexo é bom, dentro do casamento, para ter filhos!

- E quanto a posições diferentes? - pergunta o homem.

- Alá é Grande! Sem problemas! - diz o Mullah.

- E mulher por cima? - o homem pergunta.

- Claro! - diz o Mullah - Alá é Grande. Pode fazer!

- De quatro?

- Claro! Alá é Grande!

- Oral?

- Sim, sim. Sem problemas.

- Na mesa da cozinha ?

- Sim, sim! Alá é Grande!

- Posso fazê-lo, então, com todas minhas quatro esposas juntas, em colchões de borracha, com uma garrafa de óleo quente, vibradores, chantilly, acessórios de couro, pote de mel e vídeos pornográficos?

- Você pode, é claro. Alá é grande!!

- Podemos fazer de pé?





- Nããããoooo! Nunca! Nãããããoooo de jeito nenhum! Diz o Mullah.




- E porque não? Pergunta o homem surpreso.












- Porque vocês poderiam se entusiasmar… e acabar dançando !!!

Fonte: http://www.ligeirinhorj.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquisar este blog

É Covardia!